Skip to main content

2022 | OriginalPaper | Buchkapitel

4. Brazilian Geography and the Study of Territorial Formation

verfasst von : Manoel Fernandes de Sousa Neto

Erschienen in: Brazilian Geography

Verlag: Springer Nature Singapore

Aktivieren Sie unsere intelligente Suche um passende Fachinhalte oder Patente zu finden.

search-config
loading …

Abstract

The formation of Brazilian society is inextricably linked to the territorial formation of Brazil, recognising the logic of Iberian colonisation and its subordinate placement in the international division of labour which, since as far back as the sixteenth century, has resulted in systematic colonisation which expropriated the original populations, transferred and subjected African ethnic groups to slave labour and established itself as an exporter of agricultural and mineral products. The process of territorial formation has led to an expansion towards the interior, with immense destruction of forests, ethnocides and wars against the indigenous peoples. Brazilian Geography was established as an important aspect in supporting the processes of colonial domination by producing knowledge about the territory, the native populations and nature. This vast knowledge of the territory was achieved through scientific expeditions, geographical societies and military institutions between the sixteenth and nineteenth centuries and, subsequently, by university institutions and research and planning institutes. This article seeks to unravel the role of geography as a body of knowledge and as a scientific discipline in the territorial and social formation of Brazil, setting out the contradictions in the process by proposing that the violence was not only material, but also symbolic and epistemological, expressed in a range of social conflicts as a result of the colonial logic of territorial appropriation. Finally, it seeks to elucidate the social conflicts in the formation of the territory and covered by geographical discourses and ideologies present in a range of types of literature, such as the school geography literature which treated Brazil as a peaceful, idyllic and paradisiacal country.

Sie haben noch keine Lizenz? Dann Informieren Sie sich jetzt über unsere Produkte:

Springer Professional "Wirtschaft+Technik"

Online-Abonnement

Mit Springer Professional "Wirtschaft+Technik" erhalten Sie Zugriff auf:

  • über 102.000 Bücher
  • über 537 Zeitschriften

aus folgenden Fachgebieten:

  • Automobil + Motoren
  • Bauwesen + Immobilien
  • Business IT + Informatik
  • Elektrotechnik + Elektronik
  • Energie + Nachhaltigkeit
  • Finance + Banking
  • Management + Führung
  • Marketing + Vertrieb
  • Maschinenbau + Werkstoffe
  • Versicherung + Risiko

Jetzt Wissensvorsprung sichern!

Springer Professional "Technik"

Online-Abonnement

Mit Springer Professional "Technik" erhalten Sie Zugriff auf:

  • über 67.000 Bücher
  • über 390 Zeitschriften

aus folgenden Fachgebieten:

  • Automobil + Motoren
  • Bauwesen + Immobilien
  • Business IT + Informatik
  • Elektrotechnik + Elektronik
  • Energie + Nachhaltigkeit
  • Maschinenbau + Werkstoffe




 

Jetzt Wissensvorsprung sichern!

Literatur
Zurück zum Zitat Albuquerque MAM (2011) Dois momentos na história da geografia escolar: a geografia clássica e as contribuições de Delgado de Carvalho. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Rio de Janeiro 1(2):19–51 Albuquerque MAM (2011) Dois momentos na história da geografia escolar: a geografia clássica e as contribuições de Delgado de Carvalho. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Rio de Janeiro 1(2):19–51
Zurück zum Zitat Araújo R (2001) A Formação da Memória Territorial Brasileira (1838–1860). Doctoralthesis, FFLCH/USP, São Paulo Araújo R (2001) A Formação da Memória Territorial Brasileira (1838–1860). Doctoralthesis, FFLCH/USP, São Paulo
Zurück zum Zitat Braudel F (1969) Histoire et sciences sociales. La longue durée. In: Écrits sur l’histoire. Flammarion, Paris. p 76 (1st edn. – Annales E. S. C., no 4, October–December 1958, Débats et Combats, pp 725–753 Braudel F (1969) Histoire et sciences sociales. La longue durée. In: Écrits sur l’histoire. Flammarion, Paris. p 76 (1st edn. – Annales E. S. C., no 4, October–December 1958, Débats et Combats, pp 725–753
Zurück zum Zitat Bueno BPS (352) Desenho e Desígnio: o Brasil dos Engenheiros Militares (1500–1822). São Paulo, EDUSP (352 p) Bueno BPS (352) Desenho e Desígnio: o Brasil dos Engenheiros Militares (1500–1822). São Paulo, EDUSP (352 p)
Zurück zum Zitat Cardoso LPC (2013) O lugar da Geografia Brasileira: a Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro entre 1883 e 1945. São Paulo, Annablume (236 p) Cardoso LPC (2013) O lugar da Geografia Brasileira: a Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro entre 1883 e 1945. São Paulo, Annablume (236 p)
Zurück zum Zitat Correa JA (2021) A resistência guaranítica na formação territorial do Brasil: o massacre das Coroas Ibéricas contra os Sete Povos das Missões (1753–1756). Master’sdissertation, USP Correa JA (2021) A resistência guaranítica na formação territorial do Brasil: o massacre das Coroas Ibéricas contra os Sete Povos das Missões (1753–1756). Master’sdissertation, USP
Zurück zum Zitat Dean W (1996) A Ferro e Fogo. A História e a devastação da Mata Atlântica brasileira. Companhia das Letras, São Paulo, 484 p Dean W (1996) A Ferro e Fogo. A História e a devastação da Mata Atlântica brasileira. Companhia das Letras, São Paulo, 484 p
Zurück zum Zitat Del Gáudio RS, Braga RB (2007) A geografia, a educação e a construção da ideologia nacional. In: Livre T (ed) Presidente Prudente, vol 1, no. 28, pp 177–196 Del Gáudio RS, Braga RB (2007) A geografia, a educação e a construção da ideologia nacional. In: Livre T (ed) Presidente Prudente, vol 1, no. 28, pp 177–196
Zurück zum Zitat da França Antunes C(2008) A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) - origens, ideias e transformações: notas de uma história. Doctoralthesis. Advisor Ruy Moreira. Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro (307 p) da França Antunes C(2008) A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) - origens, ideias e transformações: notas de uma história. Doctoralthesis. Advisor Ruy Moreira. Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro (307 p)
Zurück zum Zitat da Rocha GOR (1996) A Trajetória da Disciplina Geografia no Currículo Escolar Brasileiro (1837–1942). Master’sDissertation – PUC, São Paulo da Rocha GOR (1996) A Trajetória da Disciplina Geografia no Currículo Escolar Brasileiro (1837–1942). Master’sDissertation – PUC, São Paulo
Zurück zum Zitat de Almeida Abreu M (2010) Geografica Histórica do Rio de Janeiro (1502–1700), vol 2. Rio de Janeiro, Andrea Jakobson de Almeida Abreu M (2010) Geografica Histórica do Rio de Janeiro (1502–1700), vol 2. Rio de Janeiro, Andrea Jakobson
Zurück zum Zitat de Almeida Vasconcelos P (2016) Salvador: transformações e permanências (1549–1999), 2nd edn. Salvador, EDUFBA (538 p) de Almeida Vasconcelos P (2016) Salvador: transformações e permanências (1549–1999), 2nd edn. Salvador, EDUFBA (538 p)
Zurück zum Zitat de Carvalho JM (1980) A Construção da Ordem: a elite política imperial. Campus, Rio de Janeiro de Carvalho JM (1980) A Construção da Ordem: a elite política imperial. Campus, Rio de Janeiro
Zurück zum Zitat de Fragoso LF (2000) O Trato dos Viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul. Companhia das Letras, São Paulo de Fragoso LF (2000) O Trato dos Viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul. Companhia das Letras, São Paulo
Zurück zum Zitat de Holanda SB (1993) A Herança Colonial – sua desagregação. In: de Holanda SB (ed) História Geral da Civilização Brasileira - O Brasil Monárquico, Tomo II, 1o Volume – O Processo de Emancipação. Bertrand, Rio de Janeiro de Holanda SB (1993) A Herança Colonial – sua desagregação. In: de Holanda SB (ed) História Geral da Civilização Brasileira - O Brasil Monárquico, Tomo II, 1o Volume – O Processo de Emancipação. Bertrand, Rio de Janeiro
Zurück zum Zitat de Lira LA (2021) Pierre Monbeig e a Formação da Geografia no Brasil (1925–1956). São Paulo, Alameda de Lira LA (2021) Pierre Monbeig e a Formação da Geografia no Brasil (1925–1956). São Paulo, Alameda
Zurück zum Zitat da Silva JLW (1989) A Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional, matriz do Instituto Histórico. In: Wehling A (coord.) Origem do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: ideias filosóficas e sociais e estrutura de poder no Segundo Reinado. Rio de Janeiro, IHGH, pp 11–20 da Silva JLW (1989) A Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional, matriz do Instituto Histórico. In: Wehling A (coord.) Origem do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: ideias filosóficas e sociais e estrutura de poder no Segundo Reinado. Rio de Janeiro, IHGH, pp 11–20
Zurück zum Zitat da Silva Guedes Galetti L (2000) Nos Confins da Civilização: sertão, fronteira e identidade nas representações sobre Mato Grosso. Doctoralthesis. FFLCH/USP, São Paulo da Silva Guedes Galetti L (2000) Nos Confins da Civilização: sertão, fronteira e identidade nas representações sobre Mato Grosso. Doctoralthesis. FFLCH/USP, São Paulo
Zurück zum Zitat de Souza Martins J (1986) O Cativeiro da Terra. Hucitec, São Paulo de Souza Martins J (1986) O Cativeiro da Terra. Hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat de Souza Martins J (1994) O Poder do Atraso. Hucitec, São Paulo de Souza Martins J (1994) O Poder do Atraso. Hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat Diegues ACSA (1996) O Mito Moderno da Natureza Intocada. Hucitec, São Paulo Diegues ACSA (1996) O Mito Moderno da Natureza Intocada. Hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat Duarte RB (2018) Cartografias Capitais: Os projetos do Mapa Internacional do Mundo e da Carta do Brasil ao Milionésimo (1891–1930). Doctoralthesis, 240 p. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo Duarte RB (2018) Cartografias Capitais: Os projetos do Mapa Internacional do Mundo e da Carta do Brasil ao Milionésimo (1891–1930). Doctoralthesis, 240 p. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo
Zurück zum Zitat Fragoso J, Florentino M (1993) O Arcaísmo Como Projeto. Mercado atlântico, Sociedade Agrária e Elite Mercantil no Rio de Janeiro, c. 1790 - c. 1840. Diadorim, Rio de Janeiro Fragoso J, Florentino M (1993) O Arcaísmo Como Projeto. Mercado atlântico, Sociedade Agrária e Elite Mercantil no Rio de Janeiro, c. 1790 - c. 1840. Diadorim, Rio de Janeiro
Zurück zum Zitat Fragoso J (1990) Economia Brasileira no Século XIX: mais do que uma plantation escravista-exportadora. In: Linhares MY (Org.) História Geral do Brasil. 5th edn. Campus, Rio de Janeiro, pp 131–176 Fragoso J (1990) Economia Brasileira no Século XIX: mais do que uma plantation escravista-exportadora. In: Linhares MY (Org.) História Geral do Brasil. 5th edn. Campus, Rio de Janeiro, pp 131–176
Zurück zum Zitat França JMC (2012) A Construção do Brasil na Literatura de Viagem dos Séculos XVI, XVII e XVIII: antologia de textos (1591–1808). José Olímpio, Edunesp; Rio de Janeiro, São Paulo (614 p) França JMC (2012) A Construção do Brasil na Literatura de Viagem dos Séculos XVI, XVII e XVIII: antologia de textos (1591–1808). José Olímpio, Edunesp; Rio de Janeiro, São Paulo (614 p)
Zurück zum Zitat Franco MSC (1983) Homens Livres na Ordem Escravocrata, 3rdn ed. Kairós, São Paulo Franco MSC (1983) Homens Livres na Ordem Escravocrata, 3rdn ed. Kairós, São Paulo
Zurück zum Zitat Fernandes F (1987) A Revolução Burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica, 3rd edn. Guanabara, Rio de Janeiro Fernandes F (1987) A Revolução Burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica, 3rd edn. Guanabara, Rio de Janeiro
Zurück zum Zitat Freyre G (2003) Casa Grande e Senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal, 48th edn. Global Editora, São Paulo Freyre G (2003) Casa Grande e Senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal, 48th edn. Global Editora, São Paulo
Zurück zum Zitat Godoy PRT (2018) Categorias marxistas e análise dos processo de valorização capitalista do espaço. Revista Formação (online) 25(45):35–50 Godoy PRT (2018) Categorias marxistas e análise dos processo de valorização capitalista do espaço. Revista Formação (online) 25(45):35–50
Zurück zum Zitat Goulart JA (1961) Tropas e Tropeiros na Formação do Brasil. Conquista, Rio de Janeiro Goulart JA (1961) Tropas e Tropeiros na Formação do Brasil. Conquista, Rio de Janeiro
Zurück zum Zitat Kantor I (2007) Usos diplomáticos da Ilha-Brasil: polêmicas cartográficas e historiográficas. Varia História, Belo Horizonte 23(37):70–80 Kantor I (2007) Usos diplomáticos da Ilha-Brasil: polêmicas cartográficas e historiográficas. Varia História, Belo Horizonte 23(37):70–80
Zurück zum Zitat Lahuerta FM (2006) Viajantes e a Construção de uma ideia de Brasil no ocaso da colonização (1808–1822). Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, Scripta Nova, vol X, no 218 (64) Lahuerta FM (2006) Viajantes e a Construção de uma ideia de Brasil no ocaso da colonização (1808–1822). Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, Scripta Nova, vol X, no 218 (64)
Zurück zum Zitat Magnóli D (1997) O Corpo da Pátria: imaginação geográfica e política externa no Brasil (1808–1912). Moderna/Unesp, São Paulo Magnóli D (1997) O Corpo da Pátria: imaginação geográfica e política externa no Brasil (1808–1912). Moderna/Unesp, São Paulo
Zurück zum Zitat Machado LO (1989) Artificio Político en los origenes de la unidad territorial de Brésil. In: Capel H (Org.) EspaciosAcotados. Geografia y dominación social. Barcanova, Barcelona, pp 213–237 Machado LO (1989) Artificio Político en los origenes de la unidad territorial de Brésil. In: Capel H (Org.) EspaciosAcotados. Geografia y dominación social. Barcanova, Barcelona, pp 213–237
Zurück zum Zitat Machado MS (2009) A Construção das Geografia Universitária no Rio de Janeiro. APICURI, Rio de Janeiro Machado MS (2009) A Construção das Geografia Universitária no Rio de Janeiro. APICURI, Rio de Janeiro
Zurück zum Zitat Mattos IR (1990) O Tempo Saquarema: a formação do Estado Imperial. Hucitec, São Paulo Mattos IR (1990) O Tempo Saquarema: a formação do Estado Imperial. Hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat Mattos IR (2005) Construtores e Herdeiros: a trama dos interesses na construção da unidade política. Almanack Brasiliense, no. 1., São Paulo, pp 8–26 Mattos IR (2005) Construtores e Herdeiros: a trama dos interesses na construção da unidade política. Almanack Brasiliense, no. 1., São Paulo, pp 8–26
Zurück zum Zitat Meyer M (1993) Caminhos do Imaginário no Brasil. Edusp, São Paulo Meyer M (1993) Caminhos do Imaginário no Brasil. Edusp, São Paulo
Zurück zum Zitat Moraes ACR (2000) Bases da Formação do Brasil: o território colonial brasileiro no “longo” século XVI. Hucitec, São Paulo Moraes ACR (2000) Bases da Formação do Brasil: o território colonial brasileiro no “longo” século XVI. Hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat Moraes ACR (1988) Ideologias Geográficas. Hucitec, São Paulo Moraes ACR (1988) Ideologias Geográficas. Hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat Moraes ACR (2002) Território e História no Brasil. annablume\hucitec, São Paulo Moraes ACR (2002) Território e História no Brasil. annablume\hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat Moraes ACR (1991) Notas sobre a identidade nacional e institucionalização da Geografia no Brasil. Estudos Históricos, Rio de Janeiro 4(8):166–176 Moraes ACR (1991) Notas sobre a identidade nacional e institucionalização da Geografia no Brasil. Estudos Históricos, Rio de Janeiro 4(8):166–176
Zurück zum Zitat Neto S, Fernandes M (2018) Senador Pompeu: um geógrafo do poder no Império do Brasil. Consequência, Rio de Janeiro, p 160 Neto S, Fernandes M (2018) Senador Pompeu: um geógrafo do poder no Império do Brasil. Consequência, Rio de Janeiro, p 160
Zurück zum Zitat Novais F (2011) Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777–1808). 9th edn. Hucitec, São Paulo Novais F (2011) Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777–1808). 9th edn. Hucitec, São Paulo
Zurück zum Zitat Pádua JA (2002) Um Sopro de Destruição: pensamento político e crítica ambiental no Brasil escravista (1776–1888). Rio de Janeiro, Zahar (318 p) Pádua JA (2002) Um Sopro de Destruição: pensamento político e crítica ambiental no Brasil escravista (1776–1888). Rio de Janeiro, Zahar (318 p)
Zurück zum Zitat Prado Junior C (1976) História Econômica do Brasil, 37th edn. Brasiliense, São Paulo Prado Junior C (1976) História Econômica do Brasil, 37th edn. Brasiliense, São Paulo
Zurück zum Zitat Prado Junior C (1980) Evolução Política do Brasil, 12th edn. Brasiliense, São Paulo Prado Junior C (1980) Evolução Política do Brasil, 12th edn. Brasiliense, São Paulo
Zurück zum Zitat Pereira SN (2002) Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro: origens, obsessões e conflitos (1883–1944). Doctoralthesis. Universidade de São Paulo, 192 p Pereira SN (2002) Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro: origens, obsessões e conflitos (1883–1944). Doctoralthesis. Universidade de São Paulo, 192 p
Zurück zum Zitat Santos M, Silveira ML (2002) O Brasil: território e sociedade no início do século XXI, 4th edn. Rio de Janeiro/São Paulo, Record Santos M, Silveira ML (2002) O Brasil: território e sociedade no início do século XXI, 4th edn. Rio de Janeiro/São Paulo, Record
Zurück zum Zitat Schwartz LM (1993) O Espetáculo das Raças. Companhia das Letras, São Paulo Schwartz LM (1993) O Espetáculo das Raças. Companhia das Letras, São Paulo
Zurück zum Zitat Sousa Neto MF (2020) Narrativas em História da Geografia na Geografia Histórica do Capitalismo. In: de Lira LA, Duarte RB, Sousa Neto MF (eds) Geografia das Ciências, dos Saberes e da História da Geografia. São Paulo, Editora Alameda, pp 129–134 Sousa Neto MF (2020) Narrativas em História da Geografia na Geografia Histórica do Capitalismo. In: de Lira LA, Duarte RB, Sousa Neto MF (eds) Geografia das Ciências, dos Saberes e da História da Geografia. São Paulo, Editora Alameda, pp 129–134
Zurück zum Zitat Sousa Neto MF (2012) Planos Para o Império: os planos de viação do Segundo Reinado (1869–1889). São Paulo, Alameda Sousa Neto MF (2012) Planos Para o Império: os planos de viação do Segundo Reinado (1869–1889). São Paulo, Alameda
Zurück zum Zitat Sousa Neto MF (2015) A Ciência Geográfica e a Construção do Brasil. Revista Terra Livre 15:09–20 Sousa Neto MF (2015) A Ciência Geográfica e a Construção do Brasil. Revista Terra Livre 15:09–20
Zurück zum Zitat Vlach VRF (1988) A Propósito do Ensino de Geografia: em questão o nacionalismo patriótico. Master’s Dissertation – USP, São Paulo Vlach VRF (1988) A Propósito do Ensino de Geografia: em questão o nacionalismo patriótico. Master’s Dissertation – USP, São Paulo
Metadaten
Titel
Brazilian Geography and the Study of Territorial Formation
verfasst von
Manoel Fernandes de Sousa Neto
Copyright-Jahr
2022
Verlag
Springer Nature Singapore
DOI
https://doi.org/10.1007/978-981-19-3704-0_4